O Exemplo de Cuba

Cuba é um país sobre o qual fala-se muito no Brasil. Algumas informações são positivas, outras negativas. A dúvida fica: é este um país bom para viver? Fui até lá no mês passado para conferir os prós e os contra de uma sociedade socialista. Saber como funciona um país que tomou um rumo diferente dos demais países da América Latina. Saber até que ponto é importante a atuação do Estado nos rumos da Economia. Enfim, descobrir novas práticas econômicas e sociais.

Visitar Cuba é uma experiência de vida. Uma oportunidade de ver a vida em sociedade de um outro ponto de vista. Sem os apelos ao consumismo, sem os condicionamentos que nos levam ao egoísmo e ao individualismo. Muita coisa lá é diferente e isto faz de Cuba um lugar especial. É confrontador conhecer um país que possui um modelo econômico diferente. Assim, pode-se comparar o que existe em outros países e tirar lições sobre organização econômica.

Como todos países, Cuba também tem seus problemas, muitos dos quais são provocados pelo embargo comercial norte-americano que limita o comércio na ilha. Entretanto, o que se vê é que todos os problemas são superados através da colaboração entre as pessoas. Valores como o nacionalismo são bastante estimulados por lá. O que cria uma sociedade mais coesa. Fator importante para evitar problemas sociais tais como a criminalidade urbana que não existe na ilha. A coesão social gera uma sensação de paz e segurança. Importante para o desenvolvimento econômico de qualquer nação.

Uma lição importante que o Brasil pode aprender com Cuba é a importância de priorizar a saúde e a educação. Se cada cidadão tiver acesso total a estes dois fatores, ele estará apto a conquistar com tranquilidade um padrão de vida excelente. Pois o básico ele já possui. Além disto, é importante conscientizar cada cidadão a valorizar seu país, seu idioma, sua cultura e sua história. Cada pessoa é importante na construção de um país, todas elas devem saber disto e dar sua contribuição, para o bem maior de todos. Uma sociedade que busca o bem comum não possui problemas como violência, tráfico e consumo de drogas, fanatismo religioso e exclusão social. Portanto, o que posso dizer sobre Cuba é que lá eles vivem em paz. Podem não ter tanto acesso aos bens de consumo como temos no Brasil, mas todos eles tem o essencial para viver bem.

Cláudio Loredo – AFRE

2 Opiniões

  1. Em contrapartida o acesso a educação e saúde são gratuitos, não existe exploradores e aproveitadores dos sistemas.
    Em Cuba, 99% da população sabe ler e escrever. O regime socialista conseguiu acabar com o analfabetismo. Apesar do governo controlar a renda do povo cubano, parece ser justo ou equilibrado a distribuição da renda. São fatores dentre outros que fazem a diferença mesmo para a qualidade de vida.

  2. Dentre as diferenças do Estado cubano temos que 60% da população é católica. O governo interfere nas decisões da liberdade da população, chegou inclusive, devido ao embargo dos EUA a proibir o povo de tomar coca cola e a imprensa não é livre. O povo cubano não tem direito a comprar e vender imoveis, só é possível na ilha a permuta. Em Cuba o acesso a telefones e internet são controlados, alcançando o custo de dados e uso, valores mais caros do mundo.
    É muito bom Loredo termos a oportunidade de comparar a vida social e econômica de outros países com o nosso imenso Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *