Destaque, Documentários, Geral

Documentário: Condições de Trabalho – Delegacia de Alvorada

II – DELEGACIA TRIBUTÁRIA DE ALVORADA

01-delegacia-tributaria-alvorada

Postos fiscais
A) P F TALISMà ENTRADA(DORIVAL RORIZ GUEDES)
B) P F TALISMÃ SAÍDA
C) P F DUAS CABECEIRAS
D) P F JAÚ

A) Posto Fiscal Talismã Entrada

É a principal e mais importante Unidade fiscal de controle de mercadorias em trânsito da Secretaria da Fazenda, sendo o posto que mais arrecada e recolhe impostos antecipados (como substituição tributária,  mercadorias a vender e diferencial de alíquotas).
Esse Posto registrou nos meses de Dez/2013 a Fev/2014 um total de 460.145 danfes de notas fiscais eletrônicas. A média de movimentos de caminhões por dia nessa unidade é de 3.500.
Atualmente são escalados apenas 09 auditores por escalas, mas o quantitativo ideal seria 10 auditores no posto de entrada e 02 no de saída.
As unidades de fiscalização de entrada e saída tiveram os prédios  construídos há poucos anos, mas a falta de manutenção tem sido a maior reclamação por parte dos auditores. Também faltam colchões e ares-condicionados novos, pois muitos estão faltando manutenção e não funcionam.
O pátio está há vários anos em condições de extrema precariedade, com diversos buracos, a falta de policiamento e o controle de entrada e saída de caminhões no pátio não existem. São feitos inúmeros registros de caminhões que não param no posto e passam direto sem serem fiscalizados. Os caminhoneiros reclamam que não tem condições de parar porque os buracos quebram constantemente os caminhões (desculpa muito utilizada por sonegadores).
No período chuvoso os buracos aumentam muito e no período de seca os colegas auditores reclamam  das nuvens de poeira que adentram a unidade, causando problemas de saúde a todos que ali trabalham.
Esta unidade fiscal foi assaltada por duas vezes, sendo que na última ocorrência os auditores foram feito reféns.

01-posto-fiscal-talisma-entrada-01

01-posto-fiscal-talisma-entrada-02

01-posto-fiscal-talisma-entrada-03

01-posto-fiscal-talisma-entrada-04

01-posto-fiscal-talisma-entrada-05

1.  Muitos buracos no pátio do posto de entrada;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-06

01-posto-fiscal-talisma-entrada-07

01-posto-fiscal-talisma-entrada-08

2.  Marcas de balas nas paredes do alojamento devido ao assalto que aconteceu na unidade, deixando os auditores em condição de extrema falta de segurança e risco de vida;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-09

3. Teto de acesso ao posto fiscal de entrada está destruído e desabando;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-10

4.  A balança do posto fiscal não funciona há vários anos, prejudicando a fiscalização de mercadorias quando da necessidade de pesagem dos caminhões;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-11

5.  Posto fiscal extremamente fragilizado no quesito fiscalização. Total abandono e descaso. Praticamente impossível controlar a entrada e saída de caminhões no pátio para serem fiscalizados;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-12

01-posto-fiscal-talisma-entrada-13

6.  A unidade necessita de no mínimo 02 auditores no posto fiscal de saída e 10 no posto de entrada, mas funciona atualmente com 09 auditores no total (posto fiscal de entrada e saída). Estações de trabalho faltam auditores.

01-posto-fiscal-talisma-entrada-14

7.  Os ares-condicionados faltam manutenção;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-15

8.  Diversas infiltrações nas paredes;

01-posto-fiscal-talisma-entrada-16

9.  Iluminação precaríssima da unidade;

B) Posto Fiscal Talismã Saída

Esse posto fiscal foi construído em 2008, mas nunca foi feito manutenção;

02-posto-fiscal-talisma-saida-01

02-posto-fiscal-talisma-saida-02

02-posto-fiscal-talisma-saida-03

02-posto-fiscal-talisma-saida-04

02-posto-fiscal-talisma-saida-05

1.  Posto fiscal de saída também está em estado de precariedade e emergência com relação ao pátio. Muitos buracos;

02-posto-fiscal-talisma-saida-06

02-posto-fiscal-talisma-saida-07

IF

IF

IF

2.  Os ares-condicionados da sala de atendimento e do quarto estão precisando urgentemente de manutenção. Diversas infiltrações nas paredes. A sala de atendimento precisa de balde para coletar a água que derrama do aparelho de ar;

IF

IF

IF

3.  A caixa d’água que serve o posto fiscal de saída está muito suja e fica instalada no chão;

C) Posto Fiscal Duas Cabeceira

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-01

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-02

1.  Letreiro de identificação do Estado do Tocantins está totalmente destruído;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-03

2.  Iluminação do posto fiscal muito precária, com várias lâmpadas queimadas;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-04

3.  Faltam ares-condicionados e colchões novos nos quartos;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-05

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-06

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-07

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-08

4. Quartos com ar condicionado com defeito, e outros  precisando manutenção;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-09

5.  Teto precisando de reparos e forro;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-10

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-11

6.  Posto precisa de reformas elétricas, hidráulicas e pintura geral;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-12

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-13

7.  Marco indicativo do posto fiscal precisa de reforma e pintura. Placas de identificação horizontal estão necessitando de pinturas e placas novas;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-14

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-15

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-16

8. Buracos no pátio;

03-posto-fiscal-talisma-duas-cabeceiras-17

9. Poste de iluminação caído ao chão;

D) Posto Fiscal Jaú

04-posto-fiscal-talisma-jau-01

1. Não possui lombadas e os caminhões às vezes passam direto sem parar;

2. A balança não funciona integralmente;

04-posto-fiscal-talisma-jau-02

04-posto-fiscal-talisma-jau-03

3. Necessita de construção de mais uma suíte, reformas e pinturas em geral;

04-posto-fiscal-talisma-jau-04

4. Possui telefone apenas para receber chamadas;

5. Internet oscila muito;

04-posto-fiscal-talisma-jau-05

6. Não possui policiamento. Posto da policia militar nunca funcionou;

04-posto-fiscal-talisma-jau-06

7. Placas de sinalização precisam de pinturas e estão cobertas de mato;

04-posto-fiscal-talisma-jau-07

04-posto-fiscal-talisma-jau-08

8. Iluminação do pátio e do posto muito precária, com diversas lâmpadas queimadas.

Versão em PDF:
II – Delegacia Tributária de Alvorada – Documentário Asfeto (09 a 44)

Documentário completo em PDF:
Condições de Trabalho nos Postos Fiscais – Documentário Asfeto (Completo)

2 Opiniões

  1. Complementando o meu comentário anterior, quero lembrar também, que passei hoje por volta das 2 horas da manhã no posto fiscal Talismã e fiquei assombrado com o que presenciei, observei que 70 % das lâmpadas do pátio estão queimadas. Um verdadeiro breu!!
    Não podia deixar de registrar mais esse absurdo!!
    Grande abraço a todos, e em especial, aos nossos colegas auditores do posto fiscal Talismã que mesmo com as dificuldades e falta de condições de trabalho tem cumprido seu dever.

  2. É um absurdo vê as condições que estão nossos postos fiscais. Quanto ao nosso principal posto fiscal do Estado, Talismâ, é ainda mais estarrecedor saber que os 3 ares-condicionados da sala de atendimento desta unidade não estão funcionando, a poeira que adentra a sala é muito intensa e já está trazendo problemas de saúde aos nossos colegas auditores.
    Também digno de registro é o asfalto que foi recuperado pelo Dertins, que apesar de ter sido de boa qualidade, já surgiram novos grandes buracos e que a solução definitiva seria a reconstrução de todo o asfaltamento do pátio e não o tapa-buracos que foi feito.
    Mais critico ainda é o caso da balança para pesagem de caminhões, que é imprescindível para a devida conferência de cargas, mas que nunca funcionou depois de vários anos da construção desta nova unidade em meados de 2009/2010.
    Esse é o nosso melhor posto fiscal do Estado, que deveria no mínimo dar condições condizentes para que os auditores tivessem como desempenhar suas atividades de fiscalização, mas ainda contam com a falta de estrutura e investimentos para que os trabalhos sejam feitos com melhor qualidade e, consequentemente, aumento da arrecadação.
    Vale lembrar que a falta de policiamento coloca a vida dos auditores e servidores administrativos desta unidade em alto grau de risco e insegurança.
    As condições insalubres, de periculosidade e atividade de risco em nossas unidades é uma verdadeira aberração!!
    Alô, Alô, Sefaz, governo, parlamentares, sociedade e colegas auditores, vamos unidos fazer uma mobilização para a reversão desta triste realidade, porque investir em condições de trabalho nas unidades fixas e móveis de fiscalização, a contrapartida e o resultado é aumento de arrecadação onde todos ganham (governo, sociedade, categoria e SEFAZ).
    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *