Destaque, Geral

DIA DO AUDITOR FISCAL, UMA HOMENAGEM MERECIDA!

asfeto-tocantins-342x188 (1)Nesta data de 21 de setembro de 2021, comemoramos o dia do Auditor Fiscal da Receita Estadual, esse profissional de extrema relevância e necessário ao Estado do Tocantins.

O trabalho do Auditor Fiscal nos diversos Postos Fiscais de Fronteira e comandos volantes atuando na fiscalização e controle do trânsito de mercadorias, nas operações de saída, de entrada e trânsito pelo Estado em plantões diuturnos tem sido de grande importância e contribuição para o crescimento e desenvolvimento do Tocantins, assegurando o devido recolhimento dos impostos que são de sua competência, em especial, o ICMS-Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação, além do IPVA-Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores e ITCMD-Imposto Sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos.

Nesta esteira, dentre as atribuições prevista em Lei, os Auditores Fiscais da Receita Estadual também executam atividades de Auditoria, Ordens de Fiscalização, plantões fiscais, contencioso tributário e demais atribuições que são inerentes a seu cargo nas Delegacias Regionais, Agencias de Atendimento e na  Secretaria da Fazenda através da programação de fiscalização e controle de nossos diversos órgãos, Superintendências, Gerencias e Diretorias da Administração Tributária.

Portanto, nesta data especial, a ASFETO parabeniza todos os Auditores Fiscais da Receita Estadual, profissionais desta honrosa categoria fiscal que merece nossos aplausos, respeito e consideração, pois mesmo diante de dificuldades como a que estamos enfrentando diante do período em que todos somos afetados pela Pandemia do Covid-19, estes Servidores Públicos tem honrado sua função, alcançando todas as metas de arrecadação estipuladas pela SEFAZ e colocando a posição econômica do Tocantins dentre os maiores crescimentos de receita de nosso país.

PARABÉNS AUDITORES FISCAIS! SEU TRABALHO É ESSENCIAL AO ESTADO.

3 Opiniões

  1. Antônio Geraldo

    As atividades essenciais de estado,tais quais pertinentes à fiscalização tributária ,de contas, muitas áreas jurídicas ,polícias,por exemplo, se confundem ,ou melhor dizendo,são o próprio estado. Um estado não é um ente físico,não é material,mas se representa por estes órgãos citados de forma que através deste corpo se materializa e se torna efetivo,prático. Esses órgãos são mais que gestão,são o próprio estado,e não tem como
    separar estes do estado e nem vice versa,e se isso for imaginado,inicia-se o processo de colapso na materialização dos resultados esperados pela sociedade e pelos gestores político-administrativos e também por todos.
    Um dos maiores “fiscais do povo”( fiscais para o povo ) é o auditor,um forte braço tributário do estado que garante o fiel,democrático,justo,correto,e necessário emprego dos recursos do povo repassado aos empresários em forma mercantil financeira ,aos quais cabe entregar ao gestor tais recursos,para que assim
    de maneira a centralizar recursos,se possa ter força,ordem e melhores condições de realizar de forma forte ,viável,tecnica,democrática ,pertinente e precisa, obras,viabilizações em áreas de saúde,educação ,… públicas,daí a importância do estado como ordenador,coordenador,administrador. No entanto,um
    bom estado deve contar (no que tange a aporte de tal fonte financeira,que diga-se,louvável é admirável,pois advém do labor da população,a qual devemos congratulações e respeito) com bons gestores,e também com bons fiscais para o povo ,como dito. Ou seja,este mecanismo funciona em parceria tríade,empresários,governo e auditor fiscal, no entanto ,parabenizando os justos e honrados empresários que entendem a importância de fazer este repasse de valores da sociedade ao governo,e ao bom governo que entende o mesmo,quanto ao retorno disso a sociedade em forma de obras,…, enfim, no que diz respeito a fiscalização tributária,infelizmente existem os maus ou desinformados empresários também,que não entregam,ao menos em sua totalidade ,nesses casos excepcionais,a fatia do povo ao governo,para que este cumpra com o seu papel. Aí nestes casos onde não se trata dos bons empresários,é que entra o importantíssimo e indispensável trabalho do auditor fiscal,junto a uma administração governamental que coadune com estes propósitos. A sociedade precisa entender como é importante e como
    funciona essas engrenagens.
    Sendo assim,percebemos que sempre há de ter diálogo entre governos e corpo de auditores,seja ela onde for,e em que esfera do Brasil for. A constituição federal é assim.Para que celebremos dias dos auditores cada vez mais justos,que estas coisas sempre permaneçam no topo das pautas,e que entrepes os colegas auditores aflore o pensamento que é sempre necessário isto,e antes de tudo que,até por responsabilidade junto a sociedade ,devemos sempre acima de tudo buscar ferramentas de unificar atitudes,de desprezar diferenças,colocando sempre o interesse do auditor,no sentido de auditor fiscal -estado,como eu disse,acima de qualquer interesse do auditor fiscal pessoa física ,sob risco de,já no ninho colapsarmos toda essa importantíssima e valoriza e seria estrutura organizacional publica inerente a finalidade extremamente essencial que é está da fazenda pública ,ao qual se compõe de forma indissolúvel ,de maneira indispensável, também de auditores fiscais,e para isto,enquanto conjunto de pessoas que exercem esta função,há de se ter o propósito de união ,foco único,desprezo a causas não vinculadas,e também foco a não buscar avanços classistas de forma parcial e pior ainda,que não sejam para não valorizar o conjunto,mais para valorizar grupamentos criados por não entendimento das coisas que elenquei antes ,de maneira setoriza,fazendo assim com que está essência citada se perca,e ao contrário que muitos pensam,desfavorece o auditor-estado ,e consequentemente o estado ,e.. assim
    por diante ,e obviamente desfavorece cada um
    dos auditores pessoalmente,nesta relação em que cada um de nós se insere.Então ,tudo isto emana do povo ,e em seguida emana da união entre auditores em prol especificamente de suas funções pertinentes ,mas passando por cobranças de valorização de suas atividades , junto ao gestor, e por conseguinte isto ao fim
    sendo importante e bom,qualitativo ,justo e eficaz a todos,sociedade,estado,administradores,auditores,o que cria um ambiente favorável,uma atmosfera que beneficia também os bons empresários.
    Portanto,Senhores Auditores fiscais ,agentes de fiscalização ,fiscais de tributos,etc,qual seja a denominação em qualquer ente do Brasil,e em específico auditores fazendários do Tocantins ,união já,mas entorno de pautas classistas globais,nada de setorização e fragmentação de servidores,nada de questões não amplas e abrangentes ao órgão,sob risco dessa pedra de alicerce chamada de auditor-estado se esfacelar é assim ,sucumbir, ruim,o edifício estado ao qual ela compõe de forma tão imprescindível ,deixando a população desabrigada desta assistência ótima necessária.
    Diante de tudo isso,parabéns aos auditores pelo dia de comemoração ,data do auditor,em especial aos auditores do estado do Tocantins,pele sua histórica e honrosa e importante tarefa neste contexto todo.

  2. Manoel Santos

    Homenagem merecida a todos nós auditores ativos e inativos meu compadre Noleto. Parabéns a todos nós!

  3. Isaque Cairo

    Parabéns a nossa honrosa classe e em especial , aos valorosos companheiros da ASFETO.
    Um agradecimento especial aos nossos diretores , sempre na vanguarda da luta por melhores condições de trabalho e valorização da classe.
    Muito bem representados pelo Diretor Presidente Wanderley Noleto, incansável no mister de bem nos representar .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>